Breaking News

#Resenha - Sr. Daniels - Brittainy C. Cherry


#Resenha - Sr. Daniels - Brittainy C. Cherry

Sr. Daniels
Brittainy C. Cherry
Editora Record

Gente - que livro é esse? -  é sempre difícil começar resenhas, ainda mas quando é de um livro que te deixou ali, jogada na BR, sem rumo nenhum.. e esse ano até o momento foram poucos livros que me deixaram assim..
  Sr. Daniels primeiro romance da autora Brittainy C. Cherry publicado aqui pela Galera Record, chegou arrebentando corações, mas quando ele chegou eu fui adiando a leitura, até que estava louca para conhecer a escrita da autora depois de lançar mais um livro pela editora e não deu outra, me apaixonei pela escrita, pelos personagens pela história linda ali vivida. Parando com a enrolação vamos aos trabalhos..
  Nesse romance, conhecemos, Ashlyn Jennings que acabou de perder a sua irmã gêmea, Gabby, por conta da leucemia, assim como sua mãe, Ashlyn está desolada, triste e com raiva por estar sozinha, sem sua melhor amiga. Para ela, sua mãe era mais apegada ou gostava mais de Gabby, então ela percebe que sua mãe não aguenta olhar para ela sem se lembrar de sua irmã, e ela acaba tendo certeza disso quando sua mãe a manda ir morar com seu pai, ou melhor aquele que se diz pai, mas nunca esteve presente na vida de Ashlyn e de Gabby.
   Triste e se sentindo totalmente sozinha Ashy, embarca para sua nova "casa", mas em sua viagem um par de olhos azuis chama a sua atenção, olhos lindos de tirar o fôlego. Ashlyn se sente atraída mesmo quando tudo a sua volta está desmoronando.  E para piorar ela descobre que seu pai agora tem uma família, e parece se dar bem com eles, o que a deixa triste.
   Tudo a sua volta é estranho, a casa e as pessoas, tudo novo para ela, mas ela não consegue esquecer aqueles olhos azuis do trem e nem o convite inesperado para um bar. Os dias vão passando e ela não sabe como lidar com Henry, seu pai e nem ele com ela, já que nenhum dos dois se conhecem bem. Ashlyn, começa a conhecer melhor os enteados de Henry,  e começa a simpatizar com eles e podemos perceber que dali sairá uma amizade verdadeira.
   Daniel Daniels, é um jovem que passou por perdas, perdeu sua mãe de um jeito trágico e o pior a viu ser assassinada, depois seu pai se foi devido a problemas de saúde. Agora de volta a pequena cidade, Daniel está de volta com sua banda e suas aulas na escola. Por aí, já podemos imaginar que caminho essa história vai nos levar. Daniel e Ashlyn se conhecem no trem e percebemos que rola uma atração ali, ambos possuem uma carga de triste no olhar e é essa tristeza que aproxima.
  O livro é clichê, já vemos isso em ler a sinopse, mas esse romance possui um encanto, você não consegue parar de ler, ficamos tão envolvidos com os dramas de cada personagem que você fica ávida para saber mais e de alguma forma querer participar e ajudar os personagens.


  A narrativa é em primeira pessoa, então ficamos muito mais próximos dos personagens, ora vemos as coisas pelo ponto de vista da Ash e ora pelo ponto de vista do Daniel. Já nas primeiras páginas quando esses dois se encontram, já percebemos que estão destinados a ficarem juntos, como disse ambos possuem uma carga de tristeza, e é isso que os aproxima, Ashlyn irá perceber que é possível recomeçar, mesmo em um lugar novo, com pessoas novas, pessoas que estão ali para ajuda-la e compreender a sua perda. Ashlyn é uma menina inteligente, mas que em alguns momentos baixa a adolescente, dei um desconto por ainda estar sofrendo e tentando se encontrar depois da perda da irmã. Daniel é um amor, eita homem fofo, sempre ali presente sendo amigo e companheiro de todos a sua volta, é difícil não se apaixonar pelo seu jeito sensível, educado e dedicado, um amigo e tanto.
  A autora consegue nos envolver nesse drama muito bem, é impossível você não se emocionar, já que os sentimentos ficam ali, presentes o tempo todo na leitura. Com uma narrativa leve, sensível e muito cativante, você não vai querer largar esse livro e depois de finalizado a história permanece na sua cabeça por longos dias. Sem dúvida Sr. Daniels é o meu queridinho do ano. 

Nenhum comentário